Stresse

stress-picture-stress-relief-kit.jpg

A adolescência apresenta diversos factores de stress. Regra geral, estes factores são normativos e quotidianos: o desafio imposto pela escola, as relações familiares, as relações interpessoais e as transformações individuais do jovem nesta etapa de desenvolvimento.

Todas estas experiências induzem níveis de stress que podem associar-se ao desenvolvimento de perturbações físicas e psicológicas. Os jovens que registam níveis superiores de acontecimentos geradores de stress, revelam também índices superiores de perturbações físicas – como doenças respiratórias – e perturbações psicológicas, nomeadamente, sintomatologia ansiosa, depressiva e comportamentos auto-agressivos.

Nos adolescentes mais jovens os acontecimentos relacionados com a família parecem ser os mais indutores de stress, ao passo que nos mais velhos, são os acontecimentos relacionados com o grupo de pares e com o desempenho académico, que mais geram stress.

Apesar de tudo, os jovens revelam grande capacidade para lidar com o stress e estratégias muito ricas para o efeito, nomeadamente, aqueles centrados no problema – na busca activa de soluções – e as centradas nas emoções geradas pelos problemas. A utilização deste último tipo de estratégias aumenta com o aumento da idade pois exigem do jovem capacidade de auto-reflexão e de abstracção mais complexos.

Importa enfatizar que os comportamentos de distracção (e.g. jogos de computador), estratégias de evitamento (e.g. não estudar para um teste de uma disciplina na qual se tem muita dificuldade), o consumo de tabaco, de álcool ou de drogas e os comportamentos de auto-mutilação surgem também como estratégias para lidar com o stress, que são, neste caso, desadaptativas e prejudiciais ao jovem.

Uma das estratégias mais utilizadas e mais úteis para os jovens é a procura de apoio da rede social (pares, família, professores), que está associada a níveis inferiores de stress e níveis superiores de bem-estar físico e psicológico.

Na medida em que as estratégias para lidar com o stress utilizadas pelo jovem determinam o seu bem-estar face a situações de adversidade, importa que os pais, professores e técnicos de saúde contribuam para o aperfeiçoamento destas estratégias. Desta forma, estará a contribuir não apenas para o desenvolvimento de competências cognitivas mas também para a expansão de competências afectivas e de relacionamento interpessoal, todas elas determinantes para a busca de soluções alternativas para os problemas, para a gestão emocional relacionada com os mesmos e para o fortalecer a sua rede social, estratégia esta de suma importância na gestão do stress na adolescência.

DC 2009

Anúncios

O que tens a dizer?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s