Porque é que os adolescentes são diferentes dos adultos?

(nas atitudes, comportamentos, motivações…)

A adolescência é uma altura de crescimento e maturação cerebral… é também a altura em que novos comportamentos surgem, tendo uma tendência especial para irritar e frustrar os pais!

As mudanças comportamentais típicas são:

  • Na atenção
  • Na motivação
  • Nos comportamentos de risco

A surpresa é… isto é perfeitamente NORMAL!

ATENÇÃO:

Muitas habilidades cognitivas (incluindo o controlo da atenção) dependem do bom funcionamento de uma parte específica do cérebro… o cortéx pré-frontal. Esta área é uma zona de mudanças massivas durante a adolescência e é uma das últimas a chegar à fase de maturação.

Por isto os adolescentes são “cronicamente distraídos“!

Estudos indicam-nos que a capacidade de estar atento vai aumentando com a idade, à medida que o cortéx pré-frontal amadurece…  Boas noticias!

 

MOTIVAÇÃO:

“Ela não faz a cama… o quarto parece uma pocilga!”, “Ele não estuda nada… mas será que não percebe que assim não vai passar de ano!?” – Este tipo de comentários por parte dos pais é muito frequente e, as repostas dos adolescentes também: “Deixa-me em paz… isso não me interessa!”

O processo de motivação é diferente em adultos e em adolescentes, estudos que compararam estes dois, mostram que os adolescentes (comparados com os adultos) tem maior dificuldade em activar os circuitos cerebrais envolvidos na motivação.

Isto pode explicar a necessidade que os adolescentes tem de uma maior “recompensa” para atingir o mesmo nível de funcionamento que os adultos… especialmente quando a recompensa não é imediata. Ou seja, é mais provável que um adolescente faça os seus trabalhos de casa por uma recompensa de 5 Euros hoje (recompensa imediata) do que por uma de 50 para a semana!

O circuito cerebral de motivação ajuda na tomada de decisões e na escolha dos comportamentos dirigidos a um objectivo. É uma estrutura complexa envolvendo múltiplas áreas do cérebro (como o cortéx pré-frontal, o tálamo, o hipocampo, etc, etc.), que vai amadurecendo à medida da adolescência. Estas mudanças podem levar a comportamentos de “procura de novidade” e “de risco”, no entanto com o passar do tempo os adolescentes tornam-se cada vez mais motivados com as coisas que também motivam os adultos (tal como tarefas “chatas”, “de responsabilidade” e que exigem recompensas a longo termo!).

 

COMPORTAMENTOS DE RISCO:

“Mas será isto normal? Em que raio estavas a pensar!?…”

Os adolescentes são conhecidos pela sua tendência para comportamentos arriscados, impulsivos e procura constante de novidade. Pode parecer estranho mas, isto é perfeitamente normal e adaptativo (pelo menos até certo ponto!).

Estes comportamentos de risco permitem aos adolescentes:

  • Explorar o comportamento adulto e os seus privilégios
  • Atingir metas de desenvolvimento normal
  • Aprender com os seus próprios erros

No entanto, alguns comportamentos de risco podem levar a consequências negativas!

  • Pessoas entre 16 e 20 anos, tem o dobro da probabilidade de ter um acidente de viação comparando com pessoas entre os 20 e os 50!
  • A taxa de gravidez em raparigas dos 15 aos 19 é de 4 em cada 100!
  • 1 em cada 4 adolescentes nos EUA (em Portugal não será muito diferente) apresenta uma doença sexualmente transmissível (SIDA, Gonorreia, Herpes, etc.)!
  • Pessoas entre os 14 e os 19 anos, são o grupo com mais probabilidade de vir a cometer crimes violentos ou contra a propriedade!

O Risco é uma questão de impulsividade!

O cérebro adolescente é menos capaz de inibir os comportamentos impulsivos do que o cérebro de um adulto. Isto quer dizer que em situações que para um adulto seria fácil “controlar-se” o mesmo não se passa com o adolescente! Mais uma vez… e felizmente… à medida que o tempo passa este controlo começa a chegar, mais uma vez pela maturação dos circuitos cerebrais!

Ou seja, o sistema que controla a procura de novidades está desproporcionalmente mais desenvolvido que o sistema de controle, que precisa de mais tempo para se desenvolver. Isto leva a que as suas acções sejam baseadas na procura de recompensa imediata! O controlo eficiente dos actos impulsivos só é totalmente desenvolvido na idade adulta!

O que fazer relativamente aos comportamentos de risco na adolescência?

Os adolescentes necessitam da influência, paciência, compreensão e orientação dos seus pais, necessitam que estes os lembrem das potenciais consequências dos seus comportamentos e que outros comportamentos podem ter para reduzir os riscos… mas também necessitam de quantidades apropriadas de independência, liberdade e responsabilidade!…

DG 2008

Anúncios

3 thoughts on “Porque é que os adolescentes são diferentes dos adultos?

  1. Meu sonho é ser psicologa,quando vejo um assunto a ser debatido,logo exponho minhas ideias,sei que a comunicação entre os seres humanos não é boa,por isso há desentendimento.Os pais não sabem que seus filhos desenvolvem sua própria personalidade,eles querem apenas criar os seus filhos da forma certa…é claro que isso é indispensável para pré-desenvolver o caráter e a personalidade do adolescente.Os pais tem todo o direito de nos educar a sempre fazer o certo…mas somos nós que temos que tomar nossas próprias decisões,é errando que se aprende,como vamos nós tornar um bom ser humano se não podemos nos expor as experiências?.Também defendo a ideia dos pais,conversarem com seus filhos,desde pequenos…é muito importante essa ligação,o filho tem que saber que é amado,e não só cobrado.É a minha opinião.

O que tens a dizer?

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s